O que é o melanoma

Melanoma é um cancro que se inicia nos melanócitos, que são as células produtoras de melanina, um pigmento que é o principal responsável pela cor da pele. Os melanócitos localizam-se na pele, mas também podem ser encontrados no olho, na boca, no nariz, entre outros.

As células são os blocos de construção que formam os tecidos do corpo. Os genes são os instrutores nas células indicando quando novas células devem ser feitas e controlando a forma como as células se comportam. Alterações anormais (mutações) nos genes podem transformar células normais em células de cancro. Estas alterações podem ser causadas por fatores externos, como por exemplo o tabaco ou o estilo de vida, e por fatores internos como a genética da pessoa.

Numa situação normal, as células dividem-se para formar novas células à medida que o corpo precisa delas para substituir células danificadas ou que morreram. As células normais ficam no seu lugar e não têm a capacidade de se espalhar para outras partes do corpo. As células normais quando ficam danificadas ou envelhecem morrem.

Quando células normais crescem descontroladamente mas mantêm todas as suas outras características, formando um aglomerado anormal de células normais designam-se tumor benigno.

As células de cancro não se mantêm no local do corpo para o qual as células originais foram programadas para estar, tendo a capacidade de invadir outras partes do corpo. As células de cancro fazem novas células sem que seja necessário e não morrem rapidamente quando estão danificadas ou envelhecidas. Por isto, ao longo do tempo as células de cancro crescem e dividem-se descontroladamente formando um tumor maligno, que é um aglomerado de células anormais com capacidade de crescimento e sobrevivência alterados e com potencial de invadir outras partes do corpo. O primeiro tumor formado por este crescimento descontrolado das células de cancro chama-se tumor primário. Quando as células de cancro desse tumor primário se deslocam para outros locais do corpo invadindo tecidos adjacentes ou viajando através da corrente sanguínea ou do sistema linfático podem formar outros tumores, que são designados de tumores secundários e o processo denomina-se metastização. As células de cancro podem substituir ou deformar os tecidos normais, fazendo com que os órgãos deixem de funcionar.

Melanoma é um cancro que se inicia nos melanócitos, que são as células produtoras de melanina, um pigmento que é o principal responsável pela cor da pele. Quando os melanócitos sofrem alterações anormais e se transformam em células de cancro surge o melanoma. Os melanócitos localizam-se na epiderme, uma das camadas da pele, mas também em diversas mucosas – membranas epiteliais que revestem as cavidades internas do corpo que estão abertas para o exterior – tais como as dos tratos digestivo, respiratório e urogenital. Por exemplo os melanócitos podem ser encontrados no olho, na boca, no nariz ou no ânus. Desta forma, o melanoma pode surgir em diferentes lugares do corpo e ter um comportamento diferente consoante o local onde inicia:

  • Pele, designa-se Melanoma da Pele, o mais frequente;
  • Úvea (estrutura do olho composta pela íris, corpo ciliar e coróide) designa-se Melanoma da Úvea;
  • Mucosas (por exemplo boca, conjuntiva do olho, nariz, intestino, entre outros), designa-se Melanoma das Mucosas.

PREFERÊNCIAS DE PRIVACIDADE
Quando visita o nosso website, poderão ser armazenadas informações através do seu browser a partir de serviços específicos, geralmente sob a forma de cookies. Aqui pode alterar as suas Preferências de Privacidade. O bloqueio de alguns tipos de cookies poderá ter impacto na sua experiência no nosso website e nos serviços que somos capazes de oferecer.

Clique para activar/desactivar o código de rastreio do Google Analytics.
Clique para activar/desactivar o Google Fonts.
Clicar para activar/desactivar o Google Maps.
Clicar para activar/desactivar a incorporação de vídeos.
O nosso website utiliza cookies, principalmente de serviços de terceiros. Defina as suas Preferências de Privacidade e/ou concorde com a nossa utilização de cookies.